quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

SERRAS DA MINHA TERRA



















Da serra onde estou
Vejo as montanhas belas
Que o sol acarinhou
E a casa que fiz delas.

É uma casa antiga,
Mas sempre acolhedora.
Recebo gente amiga,
Muita coisa se recorda.

Vejo pássaros no ninho
E ribeiros a correr.
Vejo tudo com carinho:
Ajudaram-m' a crescer.

E vejo que surge delas
A mais bonita pintura,
Formando telas tão belas
Que a saudade procura.

De manhã, dou-lhes bons dias:
Sorriem ao meu olhar,
Digo-lhes com alegria:
É tão bom aqui morar...

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...