Follow by Email

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

À ESPERA DO NATAL




















Eu espero seguir devagarinho
P'la estrada da vida. Quem me dera
Ter, como Maria, Olhar qu' espera
E um coração que não 'stá sozinho.

Cada dia despertar no meu ninho,
Ao som da voz do Anjo, como era
Em criança, na linda primavera...
Sabia o destino do caminho.

Agora, estou admirado... e tudo
Se foi tornando cada vez mais triste
E eu ficando cada vez mais mudo...

Mas sinto que sou feliz, porque eu
Já sei que a esperança existe:
Verdade! Jesus vai descer do céu!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário