domingo, 19 de outubro de 2014

BONANÇA AO CAIR DA FOLHA

























Sopra o vento nas telhas,
Parece uma cantiga,
Ao cair das folhas velhas...
Minh' alma de ti mendiga!

Sopra vento, sopra tempo
- O que medita a alma? -
Há em mim um pensamento
Que diz: Tem paz e tem calma!

Reparo: já é Outono!
E... à janela tu olhas...
Este tempo dá-me sono:
Só se vê cair as folhas...

A tempestade passou:
Abre os olhos, reina a calma!
Até o vento mudou,
Já passou a dor de alma!

Desd' o tempo de menino,
Tive sorriso presente:
Horizonte no destino,
Vida nov' à nossa frente!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

UM PAR DE ASAS

Se eu fosse águia ou cotovia Com liberdade plena à minha mão, De voar segundo a minha fantasia, De abrir as asas e ...