quarta-feira, 15 de outubro de 2014

A VIDA


























A vida é pobre e nos ilude:
A maior alegria é pequena!
Nunca atingimos a plenitude,
Por causa dum gérmen que envenena.

Quando a renúncia nos acena,
Dizemos que temos muita virtude.
Vale-nos a alma que nos serena
Porque a felicidade ilude.

A vida foge... Pouco tempo gasta,
Nela há dor cruel que nos devasta:
Uma tragédia de incerteza!

Vamos sonhando com a alegria
Bem ilusória e fugidia...
Porém, a vida também tem beleza!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

UM PAR DE ASAS

Se eu fosse águia ou cotovia Com liberdade plena à minha mão, De voar segundo a minha fantasia, De abrir as asas e ...