terça-feira, 19 de setembro de 2017

A VIDA TEM OUTRO SABOR

















Olho para o Céu... O meu amanhecer!
Deito-me, rebolo, até à exaustão,
Esfrego os meus pés na relva com prazer,
Sento-me, atiro o cansaço pró chão!

Não há razão para estar preocupado,
mesmo qu' o Sol me ofusque o pensamento,
Deixo-me ficar, meio anestesiado,
Porque aqui não há dor nem qualquer tormento!

A brisa passa por mim muito devagar,
O cheiro desta terra faz-me suspirar,
O Sol reconforta-me com o Seu calor!

Adormeço com os pássaros a cantar
Melodias celestiais fazem girar
A vida! Assim, ela tem outro sabor!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ERA UM MUNDO SE DELÍCIAS

Era o brilho nostálgico duma tarde Cor de rosa que havia no infinito, Num mar bravio que causava alarde, Ao fim...