sexta-feira, 26 de agosto de 2011

ENAMORADOS

Enquanto me falavas, eu te olhava,
Deteve-se o tempo por um instante!
Tu já só sussurravas... Eu já t'amava,
O amor me chamava: Era constante!

A tua voz despertou meu sentimento:
O céu tornou-se visível no teu olhar!
Quando te calaste, num doce momento,
Nossos lábios só se queriam beijar!

Foi um momento de frenesí de beijos:
Pálpebras, nariz, faces e até queixos,
Instante sem fim... Ficamos a sonhar!

Quando despertamos do contentamento,
Na luxúria do nosso sentimento,
Seguimos o sonho: Fomos namorar!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

TRAZER O "SER" LIBERTO

Da gota d' água dum carinho agreste Geram-se os oceanos da bondade. O coração qu' é livre e bom reveste Todo o...