quinta-feira, 3 de março de 2016

AO ENTARDECER

















Do alto do céu, o sol foi descendo,
Mesmo ao longe, ele brilha tanto!
Mas, por fim, tudo vai escurecendo,
Durante o dia deixou seu encanto!

No arrebol, ainda a brilhar
No campo, no mar ou na serrania,
No horizonte onde vai baixar...
Tanta beleza que dá alegria!

Belo, solene... no entardecer,
Deixa esp'rança doutr' amanhecer,
Com este encantador arrebol!

A tarde vai-se tornando sombria:
É o final dum belíssimo dia...
Amanhã haverá novo por do sol.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...