domingo, 20 de março de 2016

AMOR DE PRIMAVERA



















Haverei de encontrar por onde for,
Por entre o arvoredo algum ninho.
Vou já inalar o perfume da flor
Nascida nalgum canteiro de carinho.

Amarei com ternura e com jeitinho
O nascer do sol na aurora-rubor
E encontrarei, à beira do caminho,
O nascer da Primavera já em flor.

Serei o sonho desse amor nascido
No destino de um lírio caído
Por um cântico de gozo com motivo.

É a Primavera que suplic' amor!
Procura nos campos uma bela flor
Pra fazer o seu amor ficar cativo.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

INCÊNDIO VELOZ

Corre mais que um atleta, mais depressa E corre tão depressa como o vento... Atrás de si, fica a treva espessa: O ten...