quinta-feira, 20 de outubro de 2011

EU SEI, POETAS!

Eu sei que é a vida que me move,
Entre folhas brancas amarrotadas.
Quem quiser, que tire a prova dos nove
Aos poemas d'hoje... Pequenos nadas!

Eu sei porque me dói, quando escrevo:
Poesia é métrica rimada!
Estou fora do tempo... Mas não cedo:
Poesia tem que ser trabalhada.

Eu sei que há poetas na ribalta,
Com frases curtas, poesia alta:
Escrevem prosa em forma cantada...

É a poesia da liberdade!
Não há regras, também não há vontade...
Mas, POESIA tem que ser rimada.

Modesto


COMENTÁRIO
Bem-vindo ao CLUBE da poesia sem idade... velhinha, milenar, até, mas sempre jovem, virgem e bela!
A RIMA é um raio de luz, na alma do poeta, a dar cor e magia a um sufoco, a um soluço, a uma dor...  a uma alegria,,, a uma perda! A dar vida ao vácuo da condição humana em luta pela plenitude: do amor, da esperança, do bem... do Fim-Princípio: Eternidade!!!
Raiana Transmontana.                                      

Sem comentários:

Enviar um comentário

SAUDADES, MÃE !

Vejo-te num anónimo jazigo Humilde, ond' a paz se nos revela. Erguida, junto dum ciprest' antigo, Contemp...