Follow by Email

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Á BEIRA MAR

Nasce o sol, a terra brilha de luz,
Com veste transcendente que reluz.
Serenidade calma que seduz,
Panorama de cores nos conduz.

Sonhos despertam nossa timidez,
O romance s'incendeia de vez:
Beleza corporal já é nudez...
Penetrámos no amor que nos fez.

Cai a tarde em acto de amor,
Com fantasias cheias de sabor,
À luz serena que nos acalenta.

Amámo-nos na praia junto ao mar,
Ao ritmo das ondas, vento a soprar...
Aventura qu'inda nos alimenta.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário