AMOR PARA SEMPRE

Nem o tempo ao passar,
Nos levará à desventura.
Sempre gostamos de amar,
De dia e p'la noite escura.

Nem no espaço de um dia,
Se converteu em amargura.
Confundimos com poesia,
O nosso amar de alma pura.

Porque o amor se prolonga,
Mesmo quando a dor s'alonga,
Amamos com amor que cura.

O amor é omnipotente,
Existe no espaço presente
E, mais tarde, se transfigura.

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA