Follow by Email

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

LÍNGUA PORTUGUESA

És uma flor lusa, culta e bela.
Tanto és explendor como bravura.
És ouro que brota da fama pura,
Na brilhante lide da Caravela!

Amo-te, desconhecida, mas pura.
Canto-te com clamor, lira singela.
Tens o trom e o silvo da procela,
O arrolo da saudade, ternura!

Ten um viço agreste, tens aroma
De lindas serras, d'Oceano largo,
Belo e caloroso idioma!

Foi da voz da mãe que ouvi: «Meu Filho»
E que Camões cantou, com fel amargo,
Teu génio, teu amor, teu brilho!

Sem comentários:

Enviar um comentário